Projecto

Este projecto de investigação tem por objectivo compreender o papel das associações científicas na ciência contemporânea.

Centrado no caso do sistema científico português, pretende explorar em paralelo as funções e actividades das associações e as práticas associativas dos cientistas.

Uma análise exploratória da bibliografia existente revelou que, ainda que as associações e as comunidades científicas tenham recebido uma atenção considerável por parte da investigação em ciências sociais, não se pode dizer o mesmo da articulação entre estes dois temas. As associações científicas têm sido estudadas quase exclusivamente em termos históricos e pouco se sabe sobre o seu papel actual no funcionamento dos sistemas científicos, nas carreiras científicas, na investigação, na comunicação entre cientistas ou na ligação entre ciência e sociedade. Este projecto pretende preencher esta lacuna, através de uma abordagem bipartida.

Por um lado, será realizado um recenseamento das associações científicas portuguesas actualmente existentes, a partir do qual será extraída uma amostra de organizações. Estas associações serão então sujeitas a uma análise em profundidade, através de recolha documental, entrevistas com membros dos corpos dirigentes, observação em eventos e um inquérito por questionário aplicado aos seus membros. A finalidade destes procedimentos é obter informação sobre as actividades das associações, o seu funcionamento interno, os seus recursos e limitações, como se articulam com outras associações e outras instituições do sistema científico e ainda que papéis desempenham em algumas áreas específicas: o aconselhamento de políticas, a ligação com o meio empresarial, as relações entre ciência e sociedade, a responsabilidade social dos cientistas. Esta fase do projecto será ainda complementada com dois estudos de caso de natureza essencialmente histórica 
(Sociedade de Geografia de Lisboa e Academia das Ciências de Lisboa) e um terceiro de uma associação já extinta mas relevante para compreender o panorâma científico actual (Associação de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento)

Por outro lado, será aplicado um inquérito por questionário a uma amostra estratificada de investigadores radicados em instituições portuguesas. Pretende-se aqui recolher informação sobre a sua pertença associativa e respectivas representações. A finalidade principal é avaliar o papel que as associações desempenham na carreira, nas práticas de investigação e na mediação entre os cientistas individuais e as estruturas colectivas mais amplas (a sua disciplina, a comunidade científica, a sociedade, o sector empresarial, o Estado). A combinação destes diferentes procedimentos metodológicos, quantitativos e qualitativos, tem por objectivo conduzir a uma compreensão mais profunda e profícua do problema de investigação em análise.

No decurso deste projecto será utilizada uma definição abrangente de associações científicas, que inclui as instituições privadas sem fins lucrativos vocacionadas para fins profissionais ou disciplinares, para o activismo laboral, para a cultura científica, para o estabelecimento de laços entre o meio académico e a indústria, para as redes de diáspora, etc. O objectivo principal deste projecto é gerar conhecimento novo sobre um tema que tem sido bastante negligenciado. Este tópico particular deve ainda servir para estimular a reflexão e a discussão em torno de questões mais vastas, como a necessidade de construir pontes dentro da comunidade científica e com a sociedade em geral.

Ainda que se concentre num caso nacional, pensamos que terá relevância para a comunidade internacional dos estudos sociais da ciência, visto que se espera que os seus resultados tenham validade além-fronteiras e que possam ser usados em futuros estudos comparativos. E ainda que as associações científicas ocupem um lugar relativamente menor num campo que é dominado por outro tipo de instituições, esta pesquisa deverá permitir realçar o trabalho destas organizações, aproximando um pouco mais a ciência e a sociedade, e contribuir para a tomada de decisão a diferentes níveis (nas políticas de C&T, nas estratégias e actividades das associações, nas opções dos investigadores).

De forma a cumprir estes objectivos, está prevista uma divulgação alargada dos resultados de investigação, tanto nos círculos académicos como para o público em geral, através de várias acções de comunicação pública de ciência. A equipa de investigação reunida para este projecto é maioritariamente composta por investigadores nas fases iniciais da carreira, mas que já detêm uma experiência considerável na participação em projectos anteriores e em investigação autónoma ao nível pós-graduado. Este projecto beneficia ainda do aconselhamento de investigadores seniores, que participam na qualidade de consultores. A diversidade de disciplinas das ciências sociais e de instituições envolvidas representa também uma mais-valia para o projecto.

Calendarização:
Recenseamento das associações científicas: Março de 2010 a Janeiro de 2011
Estudos de caso: Fevereiro a Dezembro de 2011
Inquérito a investigadores: Outubro a Dezembro de 2011
Workshop de discussão de resultados: Abril de 2012
Colóquio Associações e Ciência: Junho de 2012
Finalização do projecto: Agosto de 2012





Comments